02 agosto 2010

Faustino Vicente

Uma das notícias da mais alta relevância para o nosso país, refere-se a divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), pelo Ministério da Educação. Ele sinaliza que temos um longo caminho pela frente. Apesar do salto de qualidade, que algumas cidades deram, com a otimização da capacitação dos professores, do material didático e do conteúdo pedagógico, é possível agregar valores à educação com a implementação do CCQ (Círculos de Controle da Qualidade), nas escolas.
Ensinar os alunos a trabalhar em equipe e a solucionar problemas, devem fazer parte dos objetivos essenciais da implementação desse programa no ensino, pois o maior desafio do ser humano encontra-se no relacionamento interpessoal. Precisamos aprender a questionar as ideias, não as pessoas.
Essa “ferramenta”, para melhoria contínua da qualidade de vida, de serviços e de produtos, nasceu no Japão. O professor Kaoru Ishikawa (1915-1989) foi o pai do CCQ e o difundiu em empresas japoneses e em organizações dos 05 continentes. Quando presidente da Associação Anhanguera da Qualidade,sede em Campinas, tivemos a oportunidade de passar um dia todo com o Prof. Ishikawa numa de nossas associadas que, como a empresa em que trabalhávamos ,tinha grupos de CCQ.
No Brasil, o programa ganhou outros nomes: times da qualidade, equipes da excelência, pequenos grupos, entre outros. Mesmo nacionalizado, foram preservados o conceito, a metodologia, as metas, os benefícios e o foco na criatividade, motivação, comunicação e liderança. A tempestade de idéias (brainstorm), pesquisa de dados, análise da situação atual, busca das causas, situação proposta, análise de viabilidade, implementação, acompanhamento e a avaliação de resultados, fazem parte do MASP – Metodologia de Análise e Solução de Problemas.
Encerramos com a frase do Senador Cristovam Buarque: “No futebol o Brasil ficou entre os 8 melhores do mundo e todos estão tristes. Na educação é o 85º e ninguém reclama”.

Faustino Vicente – Consultor de Empresas e de Órgãos Públicos, Professor e Advogado
Publicado hoje pelo Jornal de Jundiaí, São Paulo - Brasil
Para assistir um vídeo sobre Humanismo, clique no título.

3 de agosto de 2010 09:59. Anabela disse...Que bom que gostaste do artigo!Eu achei-o muito bom, fosse ou não fosse escrito pelo Dr. Faustino.Também não o divulgaria se não o considerasse BOM, claro! LolBeijinhos

Um comentário:

Anabela disse...

Que bom que gostaste do artigo que te enviei e o publicaste!
Eu achei-o muito bom ou não fosse escrito pelo Dr. Faustino.
Também não o divulgaria se não o considerasse BOM, claro! Lol
Beijinhos,
Anabela