30 setembro 2010

Senhor Alvarício

O senhor Alvarício morava lá em Minas, com a família nas terras de sua tia,
plantavam fumo e cana.
Sua tia era uma negra alllta e fumava cachimbo como o quê.
Ela tinha casa de comércio. 
Era no entroncamento dumas estradas importantes feito o quê! 
Quando crianças, o senhor Alvarício e eu adorávamos ver os grandes cozinhando o caldo de cana para virar melado. 
Melado eu, ele, pé-de-moleque. 
No Rio Grande do Sul os grandes só faziam o melado e já reclamavam pelo resto da vida da trabalheira que dava, fazer fogueira e ficar o dia todinho mexendo numa pá comprida aquela fervura que aquecia até o mato onde eu corria com as primas na chuva... sim, porque ninguém jamais fez melado em dia quente, que loucura tem limite! 
O senhor Alvaricio, em Minas não corria na chuva, ele disse que trabalhava desde cedo, seus pais tinham a plantação de cana-de-açúcar e o engenho, trabalho não faltava, ainda mais porque a tia era negociante. 
Era uma negra alllta, lá de Minas, e era muito viva a tia dele! Próspera... Na sala onde guardava o fumo, as paredes eram pretas e impregnadas do alcatrão. Só de falar seu Alvarício parece que sente o cheiro daquele fumo saudável - sem veneno nenhum! O engenho foi definhando porque era pequeno, se fosse hoje era uma beleza, veja o quilo do açúcar mascavo a doze reais?! 
Então ele cresceu e veio para São Paulo, veio morar com uns tios e trabalhou num aviário - mas ô coisa mais trabalhosa dona Giane, e fedida é galinha, dá um incomodo! Aqueles bichos não gosto não, dona Giane, aquilo nem pensa! Então aprendeu o oficio de pedreiro e foi se aprumando. 
Agora está morando lá pros lados de Perús, que a casa da Politécnica deixou pro filho solteiro. O casado vai muito bem, é profissional formado em programação de computadores, viaja, se diverte e vai cada vez melhor na vida. 
Em Perús está bem a nova casa, é bom de morar e uma sobrinha cuida da sua esposa quando ele sai, vai ao médico ou trabalhar. A esposa está doente e vive a tentando fugir, deu Alzheimer nela e se tornou uma pessoa muito nervosa. Ele ficou doente também, mas fez quimioterpia e está melhorando, já estava voltando a ter cabelo, só era bem desagradável sentir enjoo depois das sessões. 
Seu Alvarício é testemunha de Jeová, no meio da tarde faço café e tomamos comendo pamonha mineira, guardo da doce e da salgada, congelada pra quando ele vem, gosto de ouvir as leis da religião dele. Sabe muito do mundo, tem uma flexibilidade e benvolência para julgar os estropícios que comentamos, que é um colosso! Trabalha para a imobiliária, e na primeira vez que veio, logo após a mudança, eu não encontrei a chave para abrir a porta, ele falou lá, que eu talvez tivesse ficado com medo de abrir a casa por ele ser negro, quase morri de vergonha. 
Na segunda vez que veio levei-o para ver a Nossa Senhora Aparecida padroeira do Brasil, pretinha da Silva, que foi a primeira moradora da casa que se instalou na capelinha, no melhor lugar da cozinha, vendo tudinho, cuidando e abençoando também... Ora, veja se justo eu que sei das histórias das melaninas vou ser burra de ter preconceitos?! Seu Alvarício se amansou e nos tornamos amigos. Pinta, conserta e proseia. Quatro anos... Na última vez trouxe ajudantes, ambos foram seus aprendizes, que agora estão por conta, quando precisa eles o socorrem. 
Seu Alvarício conta que na época que veio para São Paulo ainda passava tropa de gado na rua San Gualter, que as marginais não eram asfaltadas e o pessoal tomava banho no rio Tietê... Naquele tempo... Hoje faleceu minha tia Julia, ela era branca, baixa e braba, quando eu passava correndo por ela, nos dias de fazer melado, ela me aplicava cada beliscão queimador no braço! 
Apagou-se seu lume hoje cedo, de repente, aos 78 anos. 
Há tantos anos que não a via! 
Pobres das minhas primas, a tia Julia era uma gaúcha batalhadora e positiva como ninguém.
Será que se encontrará com a tia alta e negra do senhor Alvarício e juntas falarão dos sobrinhos que foram para São Paulo?

Na foto, recebendo a fotógrafa ijuiense Fernanda Rodrigues e seu Alvarício entregando a última obra e se despedindo da Wyllo. 

Para ver cinema de Bordas do Canadá, conhecer a Madame Tutli-Putli, clique no título da postagem.


Date: 2012/11/4
Novo comentário em Senhor Alvarício:
"Vestir este olhar da mais recente temporada é uma maneira infalível de ter uma imagem além da sua época.
http://www.michaelkorsonlineoutlet.ca] michaels kors à venda [/ url]
A estrutura física, forma etc, é determinada e os modelos são criados.www.canadagoosechilliwackfemme.fr] doudoune canada goose 

www.norgecanadagoosejakke.net] canada goose norge 
www.billiggoosejakker.eu] billiggoosejakker.eu [/ url] "

28 setembro 2010

Convite - Artes em Santos



Para ver Roberto Carlos -As Curvas da Estrada de Santos, 
Clique no título da postagem.

22 setembro 2010

Instituto Italiano di Cultura

Aconteceu hoje, dia 22 de Setembro, no Museu da Casa Brasileira, o desfile da Accademia di Costume e di Moda di Roma - o Final Work 2010, promovido pelo Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, com a presença do Ministro Mauro Marsili, Cônsul Geral da Itália (foto ao lado), que junto a diretora do Museu Casa Brasileira, Miriam Lerner, e o diretor da Accademia de Moda, Andrea Lanzana, proferiu a saudação de abertura do evento. O Final Work 2010, iluminado pelo trabalho de quinze jovens estilistas formados pela tradicional Accademia, fundada em 1964, por Rosana Pistolese, foi um espetáculo. Os presentes, experts, imprensa e admiradores foram brindados com uma amostra do que está por vir com a entrada destes brilhantes profissionais no mercado da moda. Na passarela, modelos brasileiros passearam a moda antropológica de Ilaria Morrone, bordados - prepare-se, esta palavra vai dançar na sua frente milhares de vezes neste escrito entusiasmado, então, Ilaria Morrone fez bordados com lã e panos de lã. Já a auto designada artista-artesã, construtora de vestidos, Fortuna Briguglio, usou cores de Matisse e bordados com mensagens, eu vi que eram diretas. Entrelaçou símbolos, adoráveis e estimulantes, botões, fitas, arte, arte....é a vida! A estilista e obsessiva declarada, Chiara Aversano, que varando as noites ouvindo farfalhares, teceu bordados inspirado em mariposas elaborou arrojadas camuflagens - abra as asas, vamos voar e ver os símbolos astecas de Valéria Onnis com seus vestidos piramidais de golas ornamentais, ourivesaria em panos, e sim, feltro e lã em tudo. Agora segure-se onde puder, entra o trabalho de Marzio Martella, inspirado por requintadas mulheres orientais e gueixas vestidas em couro delicado e bordados precioso -uh, que desfile! Porque não param em pedestais para a gente circular e ver tudinho, tem pontos? Os ponteiros pensando em ordem e aquilo tudo, atemporal, ideal. Mamãe é que tem razão em ser costureira! Agarre-se a coluna, pois Laura Maria Grillo quer simular, e borda cachos e inventa amoras e oh, céus, mirtilos de lã, faz massarocas elegantes e frisa que sua musa para tanta inspiração é a cantora irlandesa Rosie Murphy. Hum, vou procurar, e tu clicando no título da postagem a encontrará, vamos produzir entrelaçaentos similares, embora não tão espontâneos. O trabalho destes jovens vem em tempo! Criativos, inovadores e facilitadores para o salto quântico da moda. As releituras popularizadas dos trabalhos deles é o que vestiremos daqui a pouco, tem que ser! Quero passear um Daniele Gottastia, num final de tarde, dar umas bandas a bordo de um modelo inspiração cofessa do Bauhaus... Entrou Paola Balzano, elegância! Podia parar, mas não é justo deixar de compartilhar - elegância, mulheres poderosas vestirão Paola Balzano. Modelos que valorizam, glorificam o movimento. E aí, Gabriella Capuani trouxe para a passarela a força e o movimento do mar, e ondulavam mulheres envoltas em rendadas transparências, em reflexos líquidos, simulando águas-vivas e obtendo sucesso harmonioso. Para ela a palavra é delicadeza, cores e tecidos. Chiara Zuliani, a futurista inverssora da ordem põe forros a mostra, e todos são elegantes soldados - ou serão...pois se é futurista?! A estilização vestimenta para usina atômica bem sucedida de Chiara Zuliani e o tricô de Valentina Klannjscek, macio de pontos gigantes, de finos pontos em agulhas pequenas, um sofá e o conforto....não! Fantásticas roupas de noite elegatérrimas, pura e confortável gala! E Sara Mirabella? Olhava a janela, uma janela que dava para Barcelona, pois Gaudi está na sua criação, pedras, enxertos, labirintos. É claro que eles escreveram um tanto disso num folder, mas quem foi pode dizer além, são competentes os formandos da Accademia di Costume e di Moda, é assim mesmo, mesmo!Três anos de formação diária em calendário universitário. O atual diretor, Andrea Lanzana, é neto da fundadora. Mas o desfile ainda não terminou, tem mais outra Ilaria, a Vallone, que molhou o feltro e trabalhou nele como se fosse papel marchê, simulou água manchada de petróleo, a antenada Ilaria Vallone, criou modelos de extrema feminilidade, arquitetou a vestimenta para mulheres que não renunciam a silhueta, apesar dos desatres. Finalizando com Claudio Michele Dicorato, o que veio por primeiro. Já na capa do convite que recebi na semana passada, a foto é de um modelo seu. Evoca dunas, mulheres etéreas, ventos mornos, ares frescos, tudo organdi em cortes e sobreposições horizontais, visionário. Final Work 2010. Sim, A Moda é um Oficio, oh, que belo!  
E para Rose Murphy, clique no título da postagem.

Comentário:
Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.
- Daniel  
Postado por Anônimo no blog Flor Amarela em 8 de janeiro de 2011 18:57

21 setembro 2010

Primavera

É o seio, a barriga de Marina
Hoje começa a Primavera.


Para La Redécouverte, clique no título.

20 setembro 2010

Dominique Strauss-Kahn

Nós todos precisamos pensar de forma diferente e mais criativa, que o mundo, a organização de novas forças econômicas no pós-crise, tenha uma política mais eficaz de retorno ao trabalho, pensar sobre como desenvolver uma vasta gama de programas políticos para dar trabalho a todos aqueles que o desejarem. ParaSaving the Lost Generation / http://blog-imfdirect.imf.org/2010/09/14/saving-the-lost-generation
Para ver Akira Kurosawa's - Van Gogh, clique no título da postagem.

17 setembro 2010

Roberto Simon

O jornalista de O Estado de São Paulo, Roberto Simon, ministra o imprescindível curso Atualidades da Política Internacional, Roberto foi Enviado Especial no Irã, Guantánamo (Cuba), Honduras e Espanha, ele faz a cobertura de questões da política e relações internacionais para o jornal, e sobre o curso que desenvolveu para realizar em encontros semanais, comenta: Com o fim da Guerra Fria e o aprofundamento da mundialização, os eventos internacionais ganharam uma complexidade inédita. Mesmo leitores de jornais e revistas têm dificuldade para entender, a fundo, as principais notícias da política internacional de hoje. Com base neste diagnóstico, o curso "Atualidades da Política Internacional" pretende analisar os principais temas do noticiário internacional e seu contexto histórico, político, sócio-cultural e econômico, oferecendo aos alunos ferramentas para melhor compreender a realidade de hoje. Em aula, serão estudados os principais eventos de regiões como América Latina, África, Europa e Ásia, e temas como diplomacia, guerras, crises humanitárias e disputas eleitorais. A cada semana, um novo tema em evidência será tratado. Além da exposição oral do professor, será oferecida uma breve seleção de artigos de grandes revistas e jornais internacionais sobre os temas tratados em aula. O Curso tem a duração de 4 encontros semanais, acontece na Fundação Ema Klabin, Av.Jardim Europa/ Rua Portugal 43, Inscrições: 2307-0767 ou 2339-0767
Para Ver Marseillaise - Casablanca, Clique no título da postagem.

Bibliotecas Públicas de São Paulo

http://hospedagemlivre.files.wordpress.com/2010/09/programacao-3c2aa-semana-set.jpg
Para Ver Luiz Gonzaga no Som Brasil, clique no título da postagem.

16 setembro 2010

Convite Fábio De Divitiis


O amigo, o músico Fábio De Divitiis explora as cordas extrapolando num espectáculo excepcional de música ao vivo, começa as 21:00, dia 17/09/2010, sexta-feira, quem for a Pizzaria Bennett's, verá! Rua Sales Junior, 343 – Alto da Lapa (altura do nº 1000 da Rua Pio XI).Tels: 3645-1588 / 3645-2476
E nada de preto básico, para ver Peggy Moffitt, clique no título da postagem

15 setembro 2010

Momento saudade exposição Scotch

No atelier, entregando a escultura à transportadora credenciada pela Scotch.
Solenidade de abertura royal, azul royal, da exposição Scotch de esculturas recém encerrada no MuBE, com minha nora, Marina Takejame, fotografadas pela mãe dela, Regina Takejame.
E para ouvir Música Êxtase, Mozart, Klavierkonzert, Andante, clique no título da postagem.

Artes do Corpo da PUC/SP

O legado dos geniais Kazuo Ohno, Pina Bausch e Merce Cunningham, que partiram recentemente foi o tema da palestra ministrada pela professora Cristine Greiner (pós em Comunicação e Semiótica) e pelos bailarinos e pesquisadores Marcelo Evelin e Gícia Amorim, ontem dia 13 de setembro no teatro Tuca. Os palestrantes, importantes instigantes foram unânimes em declarar a dança de hoje como resultado de um entrelaçamento de pesamentos, de correntes decorrentes do corpo em estado de crise na arte e na vida. O método desenvolvido por Cunnigham, frases de movimento independentes, combinando posições de tronco mais livres com as posições de pernas do balé, que no início não foi muito bem aceito, hoje é matéria em todas universidade americanas. Curiosamente a maior parte da verba para manutenção do seu estúdio se origina na França. Quanto ao mestre Kazuo Ohno, que teve seu estúdio em Yokohama a vida toda, onde sempre deu aulas de graça, não resta dúvidas - foi o maior embaixador do Butô. Sua passagem pelo Brasil em 86, segundo Cristine foi um episódio transformador. Quanto a Pina, é seguro que após sua morte, seu nome não desaparece nem é esquecido, mas como o seu legado será apresentado, será um produto, já é um produto? Pina comercializada, será digerida? Na foto: Cris, Marcelo e Gícia. Para ver Tasumi Hijikata -Butoh, clique no título da postagem

12 setembro 2010

Programação do MuBE - I Bienal Graffiti Fine Art



 Debates - Graffiti Fine Art
Este ciclo de debates aglutinará artistas, galeristas e intelectuais interessados nas conexões e nos distanciamentos entre dois gêneros de expressões: de um lado, com a característica popular de seus autores, o graffiti; e de outro, com a característica hermética destinada a um público iniciado na linguagem, a Arte Contemporânea.
 18/09 – sábado - 15h - Graffiti e Urbanismo/Paulo Mendes da Rocha
Vera Pallamin
Mediador : Tinho
Cine Clube MuBE - Cliclo Graffiti Fine Art
aos sábados - entrada gratuita
 17/09/2010 - 18h
B.O. Diretor: Wagner B. 18/09/2010 - 19h
Um domingo no Vale das Virtudes.
Direção: casadalapa
No traço do invisível (Zezao). Direção: Laura Faerman e Marília Scharlach.
Documentário Toniolo @ 2005. Direção: André Moraes e Ricardo Barcellos

 Palestra 29ª BIENAL DE SÃO PAULO 
A RELAÇÃO ENTRE ARTE E POLÍTICA
Prof. Agnaldo Farias
HORÁRIO: 4ª feira - dia 15 de setembro - das 18h30 às 20h30
LOCAL: MuBE - Rua Alemanha, 221 - Jardim Europa
Inscrições com antecedência
Informações: Lita Forbes Malta www.litaprojetosculturais.com.br
Trajetória da Arte no Século XXI - Criação, Obra e Manifesto de Duda Penteado.
Abertura: Olivio Guedes - Diretor Cultural MuBE
Introdução: Jane Sampaio Pontes Penteado - Coordenadora da Escola de Arte & Cultura
Palestrantes: Paulo Klein - Crítico de Arte
Prof. Dr. Pelópidas Cypriano - UNESP
Duda Penteado - Artista Plástico.
Horário: 5a Feira - 16 de setembro - 19h.
Local: MuBE - Rua Alemanha, 221 - Jd Europa - SP
Inscrições gratuitas e obrigatórias: academia@bpwp.org.br
Tel: (11) 3898-2933
 Feira de Antiguidades e design
Um passeio cultural voltado para o colecionador e amante da arte, que vem apreciar essa belíssima exposição de antiguidades, onde são encontradas luminárias de época, gallès, porcelanas, pinturas e esculturas, tapetes orientais, relógios, design dos anos 50 e curiosidades da época.
Todos os Domingos, das 10h00 às 18h00 Entrada franca.
 Cursos: História da Arte Civilizações Pré-Colombianas.
Início:- 13 de Setembro de 2010 (oito segundas-feiras), das 20h às 22h.
Orientação: Rô Gonçalves.
Fotografia - Sandra Neaime (fotógrafa).
29 de outubro, 5,12 e 19 de novembro. 9h30 às 12h30 ou das 14h30 às 17h30.
Oficinas: escultura, desenho, pintura, História da Arte Geral, Brasileira, Moderna e Contemporânea, Arte & Inclusão e Faça Memórias.
Workshop de Fotografia. 
Orientação: Sandra Neaime. 22 de outubro, 9h30 às 12h30 ou das 14h30 às 17h30.


RECITAL DE PIANO 
19.09.10 – OLGA KOPYLOVA
Programa:
. Debussy- Suite Bergamasque
. Debussy- Images, Premiere Suite
. Medtner- Quatro Contos De Fada - op.26
. Prokofiev-Sonata n.4

A FESTA DE ABIGAIU - O espetáculo segue a linha de dramaturgia realista e popular, optando pelos pequenos dramas do cotidiano de pessoas comuns. Com toques de humor negro, combina reflexão com diversão ao fazer uma observação sobre hábitos e costumes da sociedade contemporânea. Direção: Mauro Baptista Vedia. Terças e quartas, às 21h .Censura 12 anos Reestréia 14 de setembro.


Aboio - Um conto de Amor
O espetáculo traz a história entre dois vaqueiros, que vivem um conflito de identidade ao não aceitar o seu relacionamento homossexual que, em um fim de tarde, após um exaustivo dia de trabalho, decidem o  futuro de seu relacionamento de amor. Drama. Duração 70min. Ingressos R$ 60,00. (3ª idade/estudantes R$ 15,00).De 15.08.10 até 28.11.10. Somente domingos, às 20h. Não recomendado para menores de 14 anos.


O MuBE oferece, também, cursos e palestras LITA PROJETOS CULTURAIS: atualidade, música, filosofia, mitologia, história, entre outros www.litaprojetosculturais.com.br - Mais informações: www.mube.art.br


Imagens: Abertura da I Bienal do Graffiti e do 
Presidente do MuBE, Jorge Magnus Landmann

Clique no título da publicação para ver SEED!



As aquarelas de Ruth Lomboglia

Os aquarelistas Hilário Kleimann, Rosa Sampaio, Maria da Penha Catira Esther Kleiman, Maria de Lourdes Cesarino da Costa, Maria Ignez Moreira e Ruth Lomboglia, estarão expondo sua recente produção em aquarelas na coletiva que chamaram Caminhos D'Àgua. Além de inspirada aqualrelista, a dinâmica Ruth Lomboglia também é uma das coordenadoras do grupo de contação de história Era Uma Vez, do Centro de Cultura Judaica. A exposição abre no dia 13 e vai até o dia 24 de setembro, no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Otávio Frias de Oliveira. Não deixe de visitar! Av. Dr, Arnaldo, 251
Para ver o vídeo Monty Phiton "Eu vou", clique no título da postagem.

Artes do Corpo no Tuca -Yes!!!

Comunicação Institucional PUC/SP. Dia 13/9, às 19h30, a professora Lúcia Santaella (Pós em Comunicação e Semiótica e Pós em Tidd) ministra a palestra A escrita como antídoto ao esquecimento, no auditório “Prof. Joel Martins” (sala P-65, 1º andar, prédio velho). Será a primeira vez que a professora fala sobre o conjunto de sua obra, internacionalmente reconhecida, de sua vida e carreira. Recentemente, a professora recebeu um dos mais importantes prêmios na área de comunicação do país, o Prêmio Luiz Beltrão 2010. Também no dia 13/9, às 13h30, a professora Christine Greiner (Pós em Comunicação e Semiótica) e os pesquisadores Marcelo Evelin e Gícia Amorim ministram a palestra Sobre presuntos, luto e memória: uma conversa sobre a partida de grandes mestres da dança e o corpo em estado de crise na arte e na vida, no auditório “Prof. Paulo Freire” (1º andar, Tuca). A palestra aborda a obra de Kazuo Ono, Pina Bausch e Merce Cunningham e é realizada em parceria com o Aberto Desdobrado e o ciclo Encontros de Dança. As atividades integram a programação cultural da 3ª Feira do Livro, que até 25/9 reúne mais de 40 editoras no campus Perdizes. O evento é aberto a toda a comunidade e também ao público externo.
Para ver Lolly Jane Blue - Sil Van Der Woerd, clique no título da postagem

09 setembro 2010

Um lar

Sandy, seus filhos, Mallo e Anyr, o esposo e a vida num sábado de manhã, um coleguinha no chão e desenho animado na televisão. Na França em maio de 2009. Pont Sainte Marie, Mallo me ensina francês e Anyr quer sempre mais cambalhotas...Cambalhota depois do almoço, Anyr?
Clique no título da postagem para saber uma história sobre França, Oropa e Bahia

04 setembro 2010

Bernardo de Gregório

Penso que os melhores dias são os domingos...às vezes ganhamos em convívio, tempo, aumento de bagagem emocional...dormir de barriga para cima entre almofadas também tem o seu valor.O domingo passado foi substancioso a mais não poder. O Psicanalista Bernardo de Gregório convidado pela Malu Barros, aumentou o repertório do grupo de cotadores de história do CCJ, o Era Uma Vez, com uma palestra sobre mulheres na mitologia. José Luiz Pereira abriu as portas de sua aconchegante residência e Bernardo de Gregório, valorizando a forma de aprendizado individual, puxou pinos para deflagar informações, retirou traves, desbloqueou limitações. Onde Ilíada não entrava - fez morada. Entre bebidinhas e comidinhas, gorgeios de pássaros e um cuco no relógio, o grupo de crianças de olhos arregalados, digo voluntários do Era Uma Vez, avido escutava. Anotando e gravando, memorizando e fixando...para difundir, ora! Difundir, é assim que se faz com o conhecimento, é o modus operandi do Era Uma Vez. Cada voluntário podia levar um convidado - da próxima vez eu te levo! Se bem que momentos como aquela tarde, aquele badalar e aquelas mulheres mitológicas, ao som da grave voz de Bernardo de Gregório...sei não...singularidade, pérola de domingo!
Bernardo ministrará nos próximos meses o curso
As Religiões Matriarcais da Grécia Antiga que abordará os seguintes tópicos:
· A Pré-História (A Grande Mãe)
· Os Mistérios de Elêusis (Deméter e Perséfone)
· Os Mistérios de Éfesus (Ártemis)
· A Religião Órfica (Orfeu)
Sobre o curso ele adianta: "A religião oficial da Grécia Antiga falava sobre deuses poderosos, como Apolo e Zeus, e sobre aventuras de heróis viris como Hércules e Ulisses. Porém, outras religiões falavam sobre deusas mães e o papel do feminino no mundo e na alma humana. Da terra todos nós viemos e à terra haveremos de retornar... As religiões matriarcais foram perseguidas e combatidas com violência. A Deusa Mãe foi substituída pelo Deus Pai. Os ciclos da terra e os ciclos da alma humana foram relegados a um plano puramente biológico e o tempo se tornou linear, marcado por eventos eminentemente masculinos: guerras, conquistas, poder, opressão e violência".Bernardo Este que é o segundo módulo do curso, terá 3 meses de duração e as aulas serão quinzenais, aos sábados. Horário: 15:00 as 18:00 horas. Local, Alameda Franca, 1621. Inscrições pelo fone 6144 7626 e 3062 1444"
E se o mundo tivesse somente 100 pessoas? Clique no título desta postagem para saber como seria.

Imad Atrash

Durante a palestra Aves como Mediadores da Paz em Uma Zona de Conflito, realizada no dia 14 de agosto no Centro de Cultura Judaica, o palestino Imad Atrash pediu orações em seu favor para que fosse aceito como membro da Associação Mundial de Ornitólogos. Imad é Ministro de Turismo e Diretor da Palestine Wildlife Society desde 2002, sua admissão para a Associação Internacional de Ornitologia seria avaliada no dia seguinte. Os palestrantes, Imad Atrash, General Mansour Abud Rashid e o Dr. Yossy Lesshen, são responsáveis pelo movimento de pacificação que Israel, Palestina e Jordânia desenvlvem e têm na conservação do Meio Ambiente sua área de atuação. O carro chefe do programa é a observação e monitoramento por satélite das aves migratórias, bem como o desenvolvimento de bancos de dados sobre o assunto e treinamento dos habitantes locais, crianças das escolas, agricultores para a proteção de espécies que se encontravam ameaçadas de extinção, tais como a Coruja Branca. O Ministro Atrasch salientou a importância do aprendizado através da convivência entre os três países. Elogiou os companheiros de palestra, dizendo que respeita profundamente o Dr.Yossy pela capacidade de arrecadar fundos para a causa, declarou que no General Mansour Abud Rashid admira o carisma e sucesso social. O Ministro Imad Atrash encantou pela delicadeza e espontaneidade. Clique no título da postagem para ver o canto do Uirapuru

Dr. Yossy Lesshen

Foto: Dr. Yossy Lesshen CCJ dia 14/08/10
O brilhante e carismático Dr. Yossi Lesshen - o maior ornitólogo de Israel, falou na palestra Aves Como Mediadores da Paz em Uma Zona de Conflito, promovida pelo CCJ. Dr.Yossi salientou que desde 1995, Israel, Palestina e Jordânia desenvolvem estudos e preparação de crianças e agricultores dos três países, para a observação e proteção de pássaros. Ele actua hoje como Presidente do Conselho para Paz, tendo trabalhado na Sociedade para Protecção da Natureza de Israel desde 1971. Dr, Yossi, informal e dinâmico esclareceu que em função da protecção, reprodução em cativeiro e posterior reintrodução na natureza, da Coruja Branca, conseguiram obter maior controle sobre as pragas de roedores nas lavouras. Pela actuação do programa que envolve a participação de cientistas do mundo todo, a coruja também está livre do risco iminente de extinção. Eles fazem o acompanhamento e avaliação de aves que sobrevoam o Oriente Médio em sua movimentação migratória, especialmente das cegonhas, nas quais sinalizadores presos sobre as costas são monitoradas via satélite. Informa que quinhentos milhões de pássaros oriundos de várias partes do globo passam sobre a região anualmente. O bem humorado Dr. Yossi Lesshen fez questão de assegurar que os grupos de aves que reproduzem-se na Jordânia, durante o dia vão para Israel, pois preferem comida cachê. Também apontou semelhança numérica entre uma foto de divulgação do projecto em que aparece um ninho repleto de filhotes, com as reuniões familiares do palestrante jordaniano, o General Mansour Abud Rashid, que tem onze netos. A informalidade foi a tónica da palestra, aos presentes ficou a certeza que a Paz também se constrói com bom humor e complascência.
Tu podes acompanhar em tempo real a rotina da Coruja Branca, clicando no título da postagem, através do site:
www.birds.org.il

Aves Como Mediadores da Paz em Uma Zona de Conflito

Foto acima, o General Mansour Abud Rashid e eu, após a palestra.
Durante a palestra-Aves como Mediadores da Paz em Uma Zona de Conflito, que aconteceu no Centro de Cultura Judaica na noite de sábado, dia 14 de agosto, ao ser inquirido sobre os resultados obtidos pela ACPD, o General Mansour declarou que a conscientização de que a guerra destrói também o Meio Ambiente e extingue espécies animais, tem sido um fator de convencimento importante no trabalho de promoção da paz. O General Mansour Abud Rashid foi nomeado como Oficial responsável pela elaboração de um acordo de paz com Israel pelo falecido Rei Hussein, e é Presidente da ACPD (Aman Center for Peace and Development),Organização Não Governamental dedicada a promoção da paz global e cooperação entre a Jordânia, Israel e Palestina. Ele informa que após comprovação e divulgação de estudos sobre o impacto ambiental dos conflitos armados, que nunca haviam sido realizados antes, se avançou consideravelmente, " mas nunca se sabe, estava confiante de que haviam assentado bases para o entendimento quando estourou a Intifada em 1997"... Atualmente existem 27 acordos assinados entre Israel e Jordânia, o que tem atraído investimento de capital misto para esta Zona. O turismo internacional envolvendo e ligando a Palestina, Israel e Jordânia está se desenvolvendo, e um acordo comercial entre Estados Unidos, Israel e Jordânia favoreceu o a industria têxtil local, pois o produto final comercializado nos EUA está isento de impostos.
Para ver Ubatuba Birds, clique no título da postagem