26 maio 2012

Casa das Rosas, Eduardo Tornaghi e Família

      O lançamento do livro Matéria de Rascunho -Ensaio do Poeta de Eduardo Tornaghi e Família, fez a florada espiritual da Casa das Rosas pulsar encantada.       Recebendo amigos, convidados, transeuntes desavisados e habitues, Tornaghi, em sutil performance conduziu o lançarau com arte, beleza e requinte, características já associadas ao artista por seu mestre e incentivador Cairo de Assis Trindade, que escreve a orelha do Matéria de Rascunho, que está em sua segunda edição. 
     Prestigiando Tornagui entre outros estiveram presentes os poetas de Campinas, os paulistanos, os expoentes do Poesia Malouqueirista e Ugo Giorgetti, o diretor e produtor do filme O Príncipe, que ele estrelou em 2002 ao lado de Bruna Lombardi
     O calibrado poeta escudeiro, o Dudu Pererê, Pereira dos de Santa Catarina migrados para o Rio de Janeiro, deu o chute inicial e fez os passes da noite, de poema em poeta, bocas expondo rimas, vísceras e vicissitudes. 
     A bola volta e meia ficou com Bibi, a filha mais nova (10 anos) de Tornaghi e Selma. Bibi se auto proclamou a Libélula, a da poesia que colocou pai e filhas em cena poetizando a vontade de pertencer do iridiscente insetinho vaidoso. As meninas Carolina e Bibi e o pai afinadinhos se apresentaram, Selma assistia sorrindo com jeitinho de diretora que não enganou a ninguém, e se for, o faz muito bem. Dizem que saraus assim são tradição no apartamento dos Tornaghi, no Leme, diz que sorte tem quem é convidado, e muito mais quem vai.
 Neyde e Henrique Fraiman, os sogros de Tornaghi - recepcionando
Com os autores, após autografarem meu exemplar de Matéria de Rascunho.


Humildade


Toda cor do mundo
Impressão
Toda dor funda
Lição
tudo sim
tudo não
Assim como água
Sigo o mais baixo
Se encontro obstáculo
Empoço
Espelho
Espio o céu
Espero paciente
Que o tempo me eleve
Até o ruído
E transbordo
Fluído


Eduardo Tornaghi http://papopoetico.blogspot.com
Facebook: Pelada Poética no Leme

Nenhum comentário: